Organizando Nossas Lembranças e Estudos Sobre a Centenária Tocantinópolis

junho 27, 2014 em Destaques, Notícias por admin

Na certeza de que todos que nasceram, como eu, ou escolheram viver e investir aqui, estaremos sempre engajados na busca de qualidade de vida e, como Educadora, é que atendi com muita honra ao convite do meu ex-aluno Roberlan Barbosa da Silva, conhecido como “Cokim” para que eu produzisse o texto inicial desta série.

Foto DivulgaçãoExterno a importância de apoiar, estimular ações que deem orgulho real de nós mesmos e de nossa terra, pois a exemplo da minha área de atuação, sabemos que para superar os desafios é fundamental compreender quem somos, quem queremos ser, como podemos transformar refletindo sobre a relação entre nossa história de vida e a história social da comunidade em que vivemos.

Tendo em vista a comemoração, tão esperada, dos 156 anos da nossa Tocantinópolis, queremos analisar como a cumplicidade da palavra (falada, escrita, cantada) e das histórias entra na construção da memória de um dos municípios mais importantes do Estado do Tocantins. Este será, sem dúvida alguma, o melhor tributo que podemos prestar a esta cidade maravilhosa. A título de colaboração, sugiro a todos que a amam e valorizam, fazermos uma corrente de mensagens positivas para homenageá-la, pois precisamos recuperar  e organizar nossa memória histórica. Para isso, criaríamos uma Biblioteca Virtual, reunindo em um único espaço a relação de cada um com Tocantinópolis, uma espécie de ligação por meio de relatos de experiências bem sucedidas. Além disso, divulgaríamos também muitos dos trabalhos acadêmicos com pesquisas de campo que têm Tocantinópolis como foco e, conforme sabemos muito bem orientados pelos docentes da UFT e demais Redes de Ensino, mas que infelizmente tem sua publicação pulverizada.

 Acredito que a partir desta divulgação, os textos disponibilizados seguramente ampliarão oportunidades de pesquisas para estudantes e interessados em conhecer melhor, bem como compartilhar conhecimentos sobre Tocantinópolis.

fontes: Tocnotícias (Ione Dias de Oliveira – ionediasoliveira@hotmail.com)